Revolusolar

Por que estamos construindo uma cooperativa solar em uma favela? Parte 3

Depois de 5 anos de trabalho com energia solar na favela da Babilônia, aprendemos que para levar a solução da energia solar para mais gente na comunidade, o melhor modelo seria o da cooperativa de energia solar.

A cooperativa é a forma jurídica e organizacional da chamada modalidade de “geração compartilhada” de energia, uma inovação regulatória recente no Brasil.

Até o momento, instalávamos apenas sistemas de energia solar “individuais”. Ou seja, placas solares em cima de cada estabelecimento, seja uma casa, comércio ou instituição comunitária. Foram 3 instalações até agora seguindo esse modelo.

Mas na favela, grande parte das construções demanda reforços de estrutura para aguentar o significativo peso das placas. Isso encarece a solução de instalações individuais.

Além disso, muitos locais têm das barreiras de sombreamento (pelas árvores, morro, ou construções ao lado). Isso prejudica o desempenho do sistema de energia solar, pois as placas utilizam a luz do sol para gerar eletricidade.

Há alguns meses, estamos projetando a implantação de um modelo de geração compartilhada de energia. Além de ser mais viável técnica e economicamente do que as instalações individuais, esse modelo reflete as tradições de coletividade, cooperação e autogestão das favelas cariocas.

A história da favela é de cooperação, de coletividade, de autogestão e de mutirões. Todos se conhecem e se ajudam. Por isso, a solução da cooperativa harmoniza com a favela. Este modelo está alinhado à proposta do financiamento coletivo, que é aberto, horizontal e transparente.

No modelo de geração compartilhada via cooperativas, vamos instalar um grande sistema de energia solar no telhado de 177m2 da Associação de Moradores da Babilônia. A Associação tem uma boa estrutura e uma ótima irradiação solar.

Com essa instalação de maior porque, mais de 30 famílias das comunidades da Babilônia e Chapéu Mangueira irão ser beneficiadas com economias na conta de luz.

Contribua em nossa campanha de financiamento coletivo em www.benfeitoria.com/revolusolar

Deixe o seu Comentário